Feelings, hopes and plans

I always wanted come to U.S., visiting, meeting new people, culture, language and here I am!
I am not good with the words, but I`ll try to explain and write what I feel and happen.
And I already felt this feeling, when I get my fist big trip in Brazil, from Sao Paulo to Porto Alegre. What I wanna to say is, I went to different places, meet different people,etc.. So the feeling to discovering a new place is here again, however I am discovering a new world, totally different, my mind is gowning up, expanding and new people, new places, new culture, mainly, is changing, I mean, evolving my thoughts, way to think and see the world.
In the moment I think I get many feelings in different times and in the same time all together, because this is new, is good, is fantastic!
I was not believing that I was,really, coming here! And in Brazil I just not faced what was happening, because I just realized all when I arrived at Bloomington-Normal.
Even I have been in Atlanta, I could not believe that this could be true! Because sounds like an awesome thing! I could never been here if in the past I got chosen another things, but the choices that I had in my way brought me here.
Sincerely, I don`t know what I hope, because everything here is better than I thought or imagined. The people and contact are being nice, the culture and another thing to look the things makes me to thing that it all works very well like jobs, studies, law, services (health, education, life, housing, etc).
With my goals my plans walks side by side. First I am going to finish this semester I am expect to be the best student of class or one of those, because I ave to do my best, not only here, but everywhere every time! And my target it is to take awesome classes in the next semester, like android, Java mobile and Math. Doing this i hope to improve my skills in English`s language and to learn new things in I.T. or programing area.
After all this, I think, I am going to Brazil, finish my College,  get a good job where I like to do like programing or something like that.
Stay working in Brazil while, and would like to return to U.S. and study again, but take a Master Degree or even, who knows, a PHD.
Once in the college in Brazil, some friends and me tried to open a business, but in Brazil it is so hard and expensive do that and the idea just was kept in the mind! But get a pretty good job or open my own business is my main goal in the next near future.

Advertisements

Vendo Notebook

É …. vou sentir saudades do meu companheiro, mas chegou a hora que preciso vende-lo…

É um DELL INSPIRON 1525.

Processador Core 2 duo T6600 2.Ghz.

3gb de ram. HD de 160 gb.

Bateria de 9 células(apox 4 horas).

Acompanha carregador, todos os cds de programas, drivers e inclusive windows Vista original.

Monitor 15.4.

MOdem.

Rede com fio.

rede sem fio placa Wireless DELL WRLS 1505 WIRELESS-N MINI-CARD.

Fones de ouvido.

Webcam 1.3 px.

Se lhe interessar pode entrar em contato comigo por aqui : renatoppuccini[at]gmail[dot]com

U.S. here we Go!!!

Na semana passada, terça- feira, saiu o resultado do programa Fulbright que oferece 50 bolsas de estudos no período de um ano para estudantes de faculdades de tecnologia. Then, here we go!!!

Em julho, mais precisamente 28, estou indo para os EUA. A terra das maiores empresas de tecnologia (Google, IBM, Apple, Intel, Sun, Oracle, etc)!!!

Depois de muito tempo de espera do resultado, ele veio, dia 11 de maio de 2010!!

Tudo começou ano passado quando fiquei sabendo do programa por um amigo da faculdade que foi contemplado com a bolsa…

Procurei saber sobre o programa oferecido pela Fulbright. ” …Trata-se de uma iniciativa inédita do governo daquele país, com o objetivo de fortalecer a formação de tecnólogos em Community Colleges, instituições norte-americanas de ensino superior focada na prática profissional….” .

Para efetuar a inscrição tive que fazer o TELP (Test of English Language Proficiency)  …. Consegui nota maior que a mínima e fiz a inscrição(toda em inglês com 4 redações ). Depois fui selecionado para a entrevista, com 2 brasileiros e 1 americano. Fiquei muito nervoso, pois nunca tinha feito nenhum curso da língua inglesa. Um tempo depois saiu o resultado e fui fazer o TOEFL.

Essa prova, já mais difícil, pois teve reading, listening, speaking e writting.

Depois disso mandei o meu histórico da faculdade para a FulBright, eles traduziram pro Inglês e mandaram para vários Community College ‘s nos EUA, que é equivalente a uma faculdade de tecnologia aqui no Brasil. Depois disso o College, analisa seu histórico e te escolhe… Vou para Heartland Community College, Normal, IL

Aí será onde vou morar por um ano… Um sonho desde criança se realizando !!!!!! Coração a mill!!

Obrigado Fulbright !!!

Obrigado também a minha família e amigos que sempre estiveram comigo!

E a DEUS e a fé que tenho !!!

Estréia

Depois de muito tempo postando no Blog da Sun -> http://blogs.sun.com/renato/

Começo aqui no wordpress, mas continuando com tecnologia, sistemas livres, curiosidades sobre tecnologia e algumsa experiências na área de TI.

Tive algumas expressões com a Linguagem Ruby.

Quando estava fazendo um trabalho na faculdade comecei a descobrir como é fácil programar em Ruby. Já tinha ouvido falar dessa linguagem, mas não tive a oportunidade de usá-la, pois os estudos de Java estavam intensos.

Dei uma Googada e achei alguns artigos e tutoriais sobre Ruby. Pode-se dizer que essa Linguagem tem nível mais alto do que Java, pois tudo é tratado como objeto (me lembrou muito smalltalk). Na verdade o criador dessa Linguagem o Japonês Yukihiro Matsumoto (Matz) queria uma linguagem como Perl Python ou Smalltalk, dinâmica, forte, interpretada, orientada a objeto e criou Ruby colhendo as melhores idéias/pontos positivos dessas linguagens.

E sinceramente, quando ouvi falar que “uma linha de Ruby equivale a 10 de Java” não acreditei muito não, porém na prática vi acontecer.

Abaixo só uma demonstração de um código em Ruby de uma simples Classe.

# A classe HelloWorld
class HelloWorld
def initialize(name)
@name = name.capitalize
end
def sauda
puts “Olá #{@name}!”
end
end
# Criar um novo objecto
ola = HelloWorld.new(“mundo”)
# Saída: “Olá Mundo!”
ola.sauda

Pra quem programa em Java, se observarmos vemos que a parte de orientação a objeto é bem parecida, só que ruby trata tudo como um objeto, enquanto Java tem suas particularidades, número é número, letra character. Em Ruby tudo isso é objeto.

Ainda postarei mais sobre Ruby…

Espero que tenham gostado.